Noticias

Moza apresenta soluções de financiamento para as MPME em Gaza
27/10/2021

O Moza Banco participou na última terça-feira, dia 26 de Outubro, na 6ª edição da Conferência “Conheça e Use Financiamento PME”, que teve lugar no distrito de Chokwé, província de Gaza. O evento organizado pelo Instituto para a Promoção das Pequenas e Médias Empresas (IPEME), tinha como objectivo divulgar linhas de financiamento, facilitar a interacção entre a Banca e as MPME e, ainda, assistir as PME’s em matérias de literacia financeira.

O evento que teve duração de um dia serviu para que o Moza Banco apresentasse a sua oferta de produtos e soluções financeiras adequadas para o crescimento das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME). Porque cada negócio tem as suas particularidades, o Moza apoia a gestão de tesouraria do negócio através do financiamento para investimento e aquisição de equipamento, com condições muito vantajosas para que as empresas não parem de crescer.

O Banco apresentou igualmente várias linhas de financiamento disponíveis neste momento com taxas de juros competitivas, tais como a linha de crédito Sustenta, do FNDS - Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável, a linha de crédito Agro Garante, as linhas FSA – Fundo de Segurança Alimentar (também conhecida por Kuwait Fund),a linha de crédito da USAID destinada ao financiamento ao agronegócio e, ainda, as linhas AGF e FECOP.

Intervindo na cerimónia de abertura, a Directora-Geral do Instituto para a Promoção das Pequenas e Médias Empresas (IPEME), Joaquina Gumeta, começou por recordar aos presentes que a Conferência Conheça e Use Financiamento PME, é uma plataforma que visa dar a conhecer as Micro, Pequenas e Médias Empresas as diversas oportunidades de financiamento disponíveis para este segmento de empresas, considerando que um dos grandes constrangimentos mencionados na estratégia de Desenvolvimento das MPME’s é a falta de acesso a informação relevante. Mais adiante, a dirigente mostrou-se expectante quanto ao evento:

“O IPEME espera desta sessão, resultados palpáveis da interacção entre as MPME’s e as entidades que apresentaram os seus instrumentos de financiamento. Para facilitar o alcance deste objectivo, dispomos de serviços de apoio empresarial proporcionando a assistência técnica e a interligação das MPME’S a estas oportunidades”.

Para o Director Comercial de Retalho para a região sul, José Mathe, “o Moza é um Banco, que se preocupa com o bem-estar dos moçambicanos, daí que aposta no crescimento e desenvolvimento das empresas nacionais. É neste contexto que apresentamos a nossa oferta especial de produtos virados especialmente para as Micro, Pequenas e Médias Empresas, para

além das várias soluções de financiamento adaptadas para as empresas nas zonas rural, peri urbana e não só.

Ao associar-se a esta iniciativa, o Moza Banco prossegue com a sua estratégia de Banco universal, com uma forte vocação comercial e uma vasta cobertura nacional, aspirando contribuir para uma maior inclusão financeira, um serviço de excelência aos seus Clientes e uma maior robustez da economia nacional apostando na capacitação e robustez financeiras das Pequenas e Médias Empresas no país.

A Conferência “Conheça e Use Financiamento PME”, liderada pelo IPEME, tem vindo a realizar-se desde 2012, tendo já escalado as províncias de Maputo, Sofala e Niassa.

Moza apoia reabilitação de furos de água e oferece material de prevenção a covid-19
11/10/2021

A Governadora da província do Niassa, Elina Judite da Rosa Victor Massengele, procedeu, à reinauguração de 03 furos de abastecimento de água no distrito de Majune. A reabilitação das infra-estruturas contou com o apoio financeiro do Moza Banco. Na mesma ocasião, o Moza doou material de prevenção contra a Covid-19 aos distritos de Majune e Chimbunila.

O Governo distrital de Majune, província do Niassa, deu a conhecer ao Moza Banco que um dos desafios do distrito se prendia com a fraca capacidade de abastecimento de água à população, sendo que a cobertura actual ronda os 56.2%. Com vista a melhorar a capacidade de provisão deste precioso líquido, e no âmbito das boas relações entre o Governo e o Banco, foi solicitado o apoio do Moza ao Sector de Água e Saneamento, por via da reabilitação de 03 furos de abastecimento de água, que se encontravam inoperacionais.

O pedido foi acolhido pelo Banco, e no último sábado a Governadora do Niassa, dirigiu a cerimónia de reinauguração das infra-estruturas que deverão beneficiar mais de 40 mil residentes locais e não só.

Estas infra-estruturas carregam um simbolismo especial para nós e para a nossa população de Majune, visto que as fontes hoje inauguradas irão melhorar a vida da nossa população em termos de qualidade de saúde, água, segurança e conforto. Esta comunidade passa a evitar o risco de contágio de algumas doenças e vê o encurtar de distâncias percorridas na busca de água a rios e poços caseiros”, disse, Elina Massengele

Já os secretários permanentes de Majune e Chimbunila que beneficiaram do apoio do Moza, agradeceram o gesto e foram unanimes em afirmar que, “a ajuda do Moza Banco vai impulsionar as acções que os distritos têm levado a cabo no sentido de prevenir e combater a covid-19, bem como melhorar as condições de vida das comunidades”.

A propósito do evento o membro da Comissão Executiva do Moza Banco, Sérgio Ribeiro, frisou que “é expectativa do Banco, ao conceder este apoio, melhorar a capacidade de provisão de água à população. Por outro lado, esperamos contribuir para reforçar os meios de prevenção e combate à COVID-19, que apesar da tendência de estabilização da doença, ainda é uma ameaça presente à saúde e bem-estar de todos nós”.

Para o Moza Banco esta doação enquadra-se no âmbito da responsabilidade social da empresa e é parte dos esforços que o banco tem estado a empreender para minimizar os efeitos desta doença.

 

Moza Banco e e-Mola assinam acordo para transferência de dinheiro
01/09/2021

A partir desta quarta-feira, 01 de Setembro, os Clientes do Moza Banco poderão efectuar transferências múltiplas de dinheiro, numa única operação, para a carteira electrónica da Movitel, o e-Mola. A informação foi tornada pública momentos depois da assinatura de um protocolo de interoperabilidade, através do qual os Clientes das duas instituições passam a poder movimentar o seu dinheiro de forma simples, rápida e segura, a qualquer momento e em qualquer lugar do país.

O serviço lançado irá permitir que se efectuem transacções entre utilizadores do Moza e do e-Mola através dos canais Moza Já (*247#), Moza Mobile, Moza NET e AZAPP (WhatsApp Banking), e o e-Mola através do USSD *898# ou pela App e-Mola.  Esta funcionalidade irá permitir com que os Clientes possam pagar serviços (Água, Internet, TV) comprar recargas e Credelec e ainda efectuar pagamentos a particulares.

Para o Presidente da Comissão Executiva do Moza Banco, Manuel Soares, esta é uma parceria que vai de encontro com as necessidades de conjuntura actual, “Nós somos um Banco moçambicano, preocupados com o bem-estar dos moçambicanos. Trouxemos hoje mais um serviço que vem acrescentar valor aos nossos Clientes. Com este acordo, os nossos Clientes e os do e-Mola podem fazer transacções de forma simples, cómoda e segura. Este é mais um passo firme que damos rumo a uma maior digitalização dos serviços financeiros, tornando-os cada vez mais próximos dos cidadãos, mais acessíveis e abrangentes, contribuindo assim para uma maior inclusão financeira.”

Por sua vez, o Presidente do Conselho de Administração da Movitel, destacou durante a sua intervenção o facto de a Movitel ser a única operadora móvel disponível em grande parte dos distritos onde o Moza é também a única instituição financeira formal presente, “por isso este acordo entre e-Mola e Moza, é um sinal claro do nosso compromisso no que diz respeito a inclusão financeira no país e ainda vem em resposta a um pedido dos nossos Clientes. Pelo que, vamos continuar a expandir os nossos serviços a todos os cidadãos moçambicanos”, disse Victor Luis Timóteo,

Lembre-se que e-Mola é a segunda maior carteira electrónica do País, com mais de 1.6 milhões de utilizadores e com um crescimento assinalável nos últimos tempos. Com este acordo, o Mozatorna-se no 1º Banco a implementar o serviço de Interoperabilidade com todas as principais carteiras electrónicas do País.

Doado material de combate à covid-19 e de produção agrária em 3 distritos de Tete
23/08/2021

O Moza Banco doou recentemente aos distritos de Zumbu, Magoé e Marávia na província de Tete, kits de higienização no âmbito de combate à covid-19, insumos agrícolas e equipamento pesqueiro para as Associações locais.

Com esta iniciativa, o Banco pretende contribuir para o desenvolvimento equilibrado dos três distritos, bem como na melhoria das condições de vida das comunidades.  Por outro lado, a doação irá garantir o aumento de produção e produtividade capaz de garantir a sustentabilidade dos produtores através do aumento de produção, renda familiar, e consequentemente, das suas poupanças.

Na ocasião, o PCE do Moza Banco, Manuel Soares, frisou que a doação se enquadra no âmbito da responsabilidade social que prevê a implementação de acções que promovam o desenvolvimento e bem-estar das comunidades em que o Banco tem presença comercial.

“Decidimos associar-nos aos esforços da Secretária do Estado da Província, apoiando os distritos de Zumbu, Magoé e Marávia na prevenção e protecção contra a COVID-19. Procedemos igualmente à entrega de insumos agrícolas e equipamento pesqueiro para as associações locais, promovendo por um lado uma maior segurança alimentar e, por outro, fomentando a actividade pesqueira e capacidade de geração de renda na região. Fazemo-lo porque somos sensíveis aos reais problemas e limitações da nossa população e, acima de tudo, porque queremos fazer parte da solução dos mesmos, contribuindo activamente para o desenvolvimento inclusivo e sustentado do país”.

A Secretária do Estado na Província de Tete, Elisa Zacarias, saudou a iniciativa do Moza Banco tendo destacado, “Esta acção vai ajudar, por um lado, na prevenção da Covid-19 como bem foi referido, uma vez que as máscaras, baldes e sabão oferecidos, vão contribuir na protecção individual e na higienização da nossa população. Por outro lado, as sementes, motobombas e redes de pesca, vão contribuir para o aumento da produção agrícola e no sector de pesca, melhorando assim a segurança alimentar e rendimento para as famílias”.

A acção de responsabilidade social surge na sequência da inauguração da primeira agência bancária no distrito de Zumbu, província de Tete. O evento foi dirigido pelo Presidente da República Filipe Nyusi e contou com a presença de quadros da Presidência da República e do Moza Banco.