Noticias

Comunicado do Conselho de Administração
02/06/2021

O Conselho de Administração do Moza Banco, comunica que tendo em consideração a evolução da Instituição, o BANCO está hoje em condições de abraçar uma nova etapa no que concerne à sua estratégia e posicionamento de mercado, fase esta que deve ser harmonizada com adopção de um novo modelo de governação corporativa em linha com as melhores práticas internacionais do sector. 

Nestes termos, comunica-se que o BANCO irá proceder com uma separação das funções de Chairman e Presidente da Comissão Executiva, tendo sido contratado para o efeito, o Gestor Bancário Dr. Manuel Soares, o qual irá desempenhar as funções de PCE do Moza Banco já a partir do mês de Julho.

O Conselho de Administração agradece a dedicação, empenho total e competência do Dr. João Figueiredo nas suas funções de CEO do Banco que permitiram o turnover da situação do Moza Banco que se encontra agora numa boa direcção. O Conselho de Administração dá ainda as boas vindas ao novo CEO Dr. Manuel Soares que estamos certos de que irá dar continuidade ao bom trabalho feito anteriormente.

O Moza Banco irá prosseguir com a sua estratégia de banco universal, com uma forte vocação comercial e uma vasta cobertura nacional, aspirando contribuir fortemente com a sua actividade para uma maior inclusão financeira, um serviço de excelência aos seus clientes e uma maior robustez da economia nacional.

O Conselho de Administração do Moza Banco

Moza lança o AZAPP, uma solução de WhatsApp Banking
02/06/2021

O Moza Banco lançou esta terça-feira, dia 02 de Junho, o AZAPP, um novo Canal Digital. Um serviço de WhatsApp Banking criado para disponibilizar aos seus Clientes uma forma mais simples de aceder à sua conta e aos serviços financeiros do Banco.

Através do número de WhatsApp 84 0247247, os Clientes podem ter acesso à sua conta, efectuar pagamentos, consultas, transferências, compra de recargas, entre outras operações úteis no seu dia-a-dia. Será também possível actualizar documentos através deste canal, sem ser necessário ir ao Banco. O WhatsApp é o Canal Digital que mais cresce no mundo, com cerca de 2 bilhões de utilizadores, e por isso mesmo, o objectivo do Banco é adaptar-se às tendências do mercado, dos Clientes e estar com eles em todo lado e sempre que desejar.

Este canal dispõe ainda de um conjunto de funcionalidades para Clientes que ainda não possuem conta no Moza, permitindo nomeadamente, o contacto com o Banco e a interacção na procura de soluções financeiras.

O Moza vem apresentando soluções inovadoras para suprir as necessidades que muitos clientes sentem, na gestão das suas finanças à distancia, nomeadamente, os recentes acordos que rubricou com as três operadoras móveis, tornando-se o 1º Banco com acordo de interoperabilidade com o mkesh, tendo ainda rubricado com M-Pesa e o e-mola.

O AZAPP agora apresentado faz parte da estratégia adoptada para a Banca remota que o Moza Banco vem apostando, sendo mais uma alternativa segura e de acesso remoto aos produtos e serviços do Banco.  

Moza Banco é patrocinador oficial do Clube Desportivo de Maputo
01/06/2021

O Moza Banco assinou esta segunda-feira, dia 31 de Maio, um memorando de entendimento com o Grupo Desportivo Maputo, que visa apoiar na reabilitação e modernização das infra-estruturas do Clube, e dará uma atenção especial às equipas de basquetebol sénior masculino e feminino.

Através deste acordo, o banco passa a ser um parceiro estratégico do Grupo Desportivo de Maputo, comprometendo-se em apoiar as equipas de Basquetebol Sénior Masculina e Feminina e em especial a formação de jovens atletas da mesma modalidade.

“O Grupo Desportivo de Maputo é um clube histórico de Moçambique e que sempre teve uma grande importância em termos de formação de jovens talentos, especialmente no basquetebol. Com este memorando, pretendemos mais uma vez, solidificar o nosso compromisso com o desporto em Moçambique, impulsionando a formação.”, disse Manuel Vasconcelos Guimarães, membro da Comissão Executiva do Moza Banco.

O Presidente da Grupo Desportivo de Maputo agradeceu pela assinatura do memorando de entendimento com o Moza Banco, e considera ser um marco importante para alavancar as equipas feminina e masculina de basquetebol do clube, “Agradecemos a confiança demonstrada pelo Moza Banco e posso-vos garantir que esta parceria será muito importante para o desenvolvimento e modernização do nosso basquetebol.”, afirmou Paulo Ratilal, momentos depois da assinatura do memorando.

O Moza Banco continua assim a investir em áreas de futuro, como a cultura, a área social e desportiva, valorizando sempre actividades que promovem o bem-estar e educam o individuo, formando-o de valores como o de espirito ao trabalho em equipa.

Moza, o Banco que dá todo valor ao desporto!

 

Moza Banco apoia campeã nacional de Judo
19/05/2021

No âmbito da sua contribuição para a massificação do desporto e valorização dos atletas moçambicanos, o Moza Banco apoiou, recentemente, a participação da atleta da selecção nacional de Judo, Jacira Ferreira, em algumas competições previstas para o presente ano com destaque para o Campeonato Africano de Judo, a realizar-se entre os dias 20 a 23 do mês em curso em Dakar-Senegal. O evento serve de apuramento para o Campeonato Mundial, agendado para o próximo mês de Junho.

Jacira Ferreira é campeã nacional dos últimos 6 anos e é actualmente a atleta número 1 do judo feminino em Moçambique, na categoria de “52Kg”, e a segunda melhor no ranking para a qualificação dos jogos olímpicos de 2021.

Esta atleta, em 2015, com apenas 17 anos de idade, foi a primeira mulher judoca a participar nos Jogos de Congo Brazaville. Mais tarde, com 19 anos de idade, Jacira Ferreira participou também no campeonato Mundial de Seniores em Budapeste – Hungria.

A atleta foi ainda a 1ª mulher Judoca a participar no Campeonato Mundial de Judo em 2017, em 3 Campeonatos Mundiais e também já esteve presente por duas vezes nos Jogos Africanos.

No seu currículo conta ainda com uma medalha de bronze no African Judo Open de Yaoundé, nos Camarões, uma medalha de prata nos Jogos da AUSC (Region 5), 2 medalhas de bronze no SAJC (Campeonato de Judo da Zona 6) e ainda 2 medalhas de ouro e 4 de prata no Judo South Africa Open (SA Open).

Esta iniciativa do Moza Banco enquadra-se no âmbito do apoio da internacionalização do desporto nacional, enquanto veículo de projecção do País no contexto mundial.

Já em finais de 2019 o Moza Banco assinou um acordo de parceria com a Federação Moçambicana de Basquetebol, para a participação da selecção nacional sénior feminina de basquetebol no torneio pré-olímpico de qualificação para o Jogos olímpicos Tóquio 2020. 

Moza alcança Break Even e fecha ano de 2020 com resultado líquido de 146 milhões de Meticais
21/04/2021

No exercício de 2020 o Moza Banco obteve um resultado líquido positivo de 146 milhões de meticais contra 776 milhões de meticais negativos em 2019, consolidando a sua posição de Banco referencia do sistema financeiro Moçambicano e reforçando a confiança dos seus clientes e demais stakeholders.    

Este resultado apurado, foi apresentado pelo Conselho de Administração no passado dia 20 de Abril na assembleia geral ordinária do Banco onde os accionistas aprovaram o Relatório de Gestão e as Demonstrações Financeiras referentes ao exercício de 2020.

Apesar do contexto adverso, o Banco manteve o seu registo de recuperação e crescimento, fruto da confiança que os clientes e o mercado têm vindo a reafirmar em relação à sua  actividade e desempenho. Esta parceria, que tem vindo a ser  consolidada com os demais stakeholders do Banco, ficou evidenciada nos índices de crescimento que o banco apresentou relativos à sua actividade durante o exercício em apreço – crescimento do seu activo em 14%, crescimento dos recursos em 20%, e um ligeiro crescimento da carteira de crédito em 1%.   Esta trajectória estratégica, que tem vindo a ser desenvolvida nos últimos 3 anos e meio,   após a profunda reestruturação operacional, saneamento financeiro e reconfiguração da estrutura de capital - resultante da intervenção do Banco Central - fica agora ainda mais bem ilustrada com o alcance do seu Break Even.  O ano de 2020 marca ainda uma representatividade significativa em termos de quotas de mercado – activos 6,1%, depósitos 6,1% e crédito 10,3% - consolidando assim o Moza Banco como um Banco referência do sistema financeiro moçambicano.

Em relação ao exercício de 2020, o PCA do Moza Banco, João Figueiredo, afirma: “demonstrámos uma forte capacidade de superar dificuldades, ampliar a geração de receitas, mantendo a solidez de balanço e uma situação de liquidez confortável”.

Como consequência do aumento do envolvimento financeiro com os seus clientes e rigorosas práticas de gestão prudencial o Banco apurou no final do ano transacto um rácio de liquidez de 42,5 %, acima do indicador  regulamentarmente estabelecido  de 25,%. O Banco termina ainda o ano de 2020 com um rácio de solvabilidade de 14,83%, superando o mínimo de 12% definido pelo Banco de Moçambique.

O  Banco continua a expandir a sua base de clientes, tendo captado 25 mil novos clientes em 2020 e registado um crescimento significativo das transacções nos canais digitais, tendo crescido 21% no canal USSD , comparativamente a 2019, num ano definido pela necessidade dos seus clientes de interagirem fora do espaço físico das agências.

Como corolário deste nível de desempenho, o Moza Banco apresenta em 2020 uma melhoria significativa dos índices de rendibilidade e eficiência, comparativamente ao igual período de 2019. A rendibilidade de capitais próprios (ROE) e rendibilidade dos activos (ROA) situaram-se em 1,87% positivos (2019: 9,07% negativos) e 0,31% positivos (2019: 1,85% negativos), respectivamente.

O PCA do Moza Banco, João Figueiredo, destacou ainda a ampliação da rede de distribuição, com a abertura de 11 novas agências em distritos até então não bancarizados, “temos neste momento uma rede de 70 agências bancárias e acelerámos o nosso programa de banca à distância, através de um conjunto de iniciativas, das quais se destacam a interoperabilidade das carteiras móveis, o POS virtual e o lançamento de uma nova plataforma tecnológica já em 2021.

Num ano marcado, em termos económicos, pelo impacto da pandemia do Covid-19, o  Moza Banco comprovou com estes resultados a sua resiliência e inicia o ano de 2021 com um balanço mais robusto e confiante, num quadro em que se aguarda que a economia Moçambicana supere as vicissitudes do efeito negativo da pandemia e progressivamente crie  as condições de retoma da actividade económica tão aguardada por todos os seus clientes.